segunda-feira, 9 de junho de 2014

Mulher que fuma e toma pílula pode ter risco maior de ter um AVC

Entenda o AVC


O AVC, acidente vascular cerebral, comumente chamado de derrame cerebral, é o entupimento ou rompimento de vasos sanguíneos cerebrais. Os sintomas são: confusão mental, alteração de um lado do corpo, formigamento na face, braço ou perna e dor de cabeça súbita. Muitas vezes acontece por descuidos na prevenção, ou seja, fatores de risco envolvidos que aumentam a probabilidade de tê-lo. Fatores como: obesidade, sedentarismo, história de doença vascular prévia, idade e sexo. Esses fatores podem estar correlacionados como nos casos de mulheres que fumam e usam como métodos contraceptivos as pílulas anticoncepcionais.
A combinação do fumo e a pílula aumentam os danos e a probabilidade de ter-se um AVC. Sendo assim, ainda que o AVC ocorra mais em homens, nas mulheres é mais grave.  O cigarro provoca danos às artérias, tornando-as mais rígidas, e se associado ao estrógeno (hormônio presente nas pílulas) há uma contribuição para o processo de formação do ateroma, placas que provocam a obstrução dos vasos sanguíneos.  Para isso, o neurologista vascular Alexandre Pieri alerta que, se a mulher já faz uso de anticoncepcionais, deve se preocupar com outros fatores de risco, pois o medicamento isolado não oferece riscos significativos ao AVC.
A prevenção do AVC é uma medida que evita sequelas e até a morte. As sequelas vão depender das áreas atingidas. Para recuperação, que depende de cada caso, é preciso acompanhamento de profissionais, tais como fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas, etc.
Portanto, o AVC pode ser evitado tomando-se as precauções necessárias aos fatores de risco. Também, a associação de fatores de risco é extremamente perigosa, e por isso, que em mulheres o cuidado deve ser maior. Ou seja, se a mulher já faz uso de pílulas deve-se evitar associá-las aos fatores de risco, como descrito, o tabagismo.

Saber reconhecer os sinais do AVC é importante para obter-se atendimento hospitalar rapidamente, pois as sequelas podem trazer prejuízos, e também se evita evolução do caso para coma ou morte.



Sem comentários:

Publicar um comentário